Bate-volta para Vila Nova de Barquinha e Tancos

Nossa filhota nasceu em maio e logo começamos a pesquisar sobre o processo para fazer o passaporte português dela. Por causa da pandemia, os grandes centros estão com filas enormes e datas super atrasadas para agendamento, então o jeito foi pesquisar lugares alternativos para resolvermos esta pendência o quanto antes. Chegamos a agendar uma data para a conservatória de Coimbra e a programar um final de semana nessa cidade que eu morro de vontade de conhecer, mas Paddy pegou uma virose na escola e tivemos que cancelar nosso planos. Por sorte, encontramos uma vaga para poucos dias depois em Vila Nova de Barquinha.

Mas hein? Que lugar é esse?

Pois é. Nunca tínhamos ouvido falar desse lugar, mas quando colocamos no Google Maps e vimos que ficava a 1h30 de Cascais, sabíamos que era para lá mesmo que nós íamos. Para completar a sorte, a data era 12 de outubro e nós conseguiríamos ir só com a Ju, já que o Paddy estaria em aula. Uma viagem sem um toddler às vezes faz bem né…

Pegamos estrada logo depois de deixá-lo na escola, por volta das 10h. Nossa pequena dormiu o trajeto inteiro e nós conseguimos curtir o trajeto conversando como se estivéssemos sozinhos. Quase uma lua de mel, né? hahahaha

O ALMOÇO

Como chegamos na vila 2h antes do horário agendado, decidimos procurar um lugar para almoçar. Depois de lermos algumas avaliações no TripAdvisor e por coincidência, lermos sobre a Vila Nova de Barquinha no livro “EU FICO EM PORTUGAL“, escolhemos o Restaurante Almourol. Este lugar tradicional fica na vila de Tancos, bem na margem do Rio Tejo. Sentamos em uma mesa na varanda com uma vista agradável da vila de Arripiado. Dava para ver o famoso Castelo de Almourol se a gente se esforçasse um pouquinho. Muito legal! Nós escolhemos 2 pratos diferentes do menu de 25 euros por pessoa, mas não morremos de amores não. Achamos caro pro que era, sabe? O bom realmente era a vista do lugar. Ah, o pagamento foi via MBWAY, o que achei super estranho…

FAZENDO O PASSAPORTE

Saímos de lá perto da hora do nosso agendamento e portanto, seguimos direto para a conservatória. Felizmente, o lugar estava super vazio e tudo indicava que o processo seria super rápido, mas como Portugal sempre nos reserva surpresas de última hora, o sistema caiu e ficamos quase 1 hora para resolver um assunto de 10 minutos. Infelizmente, não conseguimos passear por VNB depois do compromisso, porque queríamos pegar o baixinho na escola, mas deu para ver por fora que o Barquinha Parque é uma graça! Ah, e o centrinho de Vila Nova de Barquinha também. Algumas fotos para você conhecer:

Enfim… é uma vila pitoresca e uma boa opção de lugar para conhecer caso queira ver o Castelo de Almourol. Depois de ler esse livro dos 25 blogueiros portugueses, fiquei com muita vontade de conhecer esses lugares mais pacatos do país.

Planeje sua próxima viagem conosco!

Quer ajudar o blog sem pagar nada por isso? Basta usar os nossos links para ganharmos uma comissão dos parceiros abaixo:

Thanks!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *