1°dia – terça (31/05/2011)

Acordei às 6h da manhã em Bariloche, tomei café da manhã no albergue e peguei um taxi até a rodoviária. Meu ônibus para Puerto Montt saiu às 7h30 pontualmente. Dormi até a fronteira dos dois países, onde tive que descer com os outros passageiros para que eles pudessem revistar nossas bagagens. Revistaram com cão e tudo e até encontraram algumas coisas nas bagagens de outros passageiros, mas não foi nada demais.

Seguimos viagem pela estrada toda coberta de neve… Que coisa linda! Ali tive a sensação que o Chile seria incrível (e já adianto que foi).

Cheguei em Puerto Montt às 14h30 e na própria rodoviária entrei nas agências de turismo para pesquisar os passeios disponíveis. Eles me ofereceram basicamente dois pacotes – o da Ilha de Chiloé e dos Saltos de Petrohué. O tempo estava fechado e estava bastante frio, então acabei optando fazer o de Petrohué, porque Chiloé é mais ao sul e é muito mais frio por lá. Deixei minha bagagem no locker da rodoviária e saí andando pela cidade. Casas de madeira, alguns prédios e uma avenida principal bem pertinho do mar.

Passeei bastante e comi em uma praça um tipo de pastel local chamado sopaipilla, com ketchup e ají, molho picante bem forte pra mim. Comi também a melhor porção de batatas fritas da minha vida nesta mesma barraquinha em frente ao mar. Mega gordurosa, mas perfeitamente salgada e suculenta…

Voltei para a rodoviária para pegar meu mochilão e ir para a minha hospedagem. Me indicaram um lugar chamado Casa Perladepois que procurei por albergues mas nada encontrei. Achei que seria perto da rodoviária, então fui andando, mas me enganei e tive que subir umas ladeiras brabas com o mochilão nas costas.

Ao chegar na casa, me deparei com uma menina um pouco mais nova que eu e um senhor que fez questão de não trocar uma palavra comigo. A casa é repleta de objetos pendurados na parede e é bastante barulhenta com seu piso de madeira. Deixei minhas coisas no quarto e desci para usar a internet. Me disseram que a Perla é uma senhora super receptiva que conhecia muitos lugares e adorava trocar experiências, mas no dia que eu fui, calhou de ela estar fora e portanto, fiquei apenas com o seu marido tímido.

À noite no quarto, confesso que fiquei com medo e tranquei a porta, mesmo sabendo que poderia chegar outro hóspede e ele teria que dormir comigo, na cama extra do quarto. Achei melhor ser acordada para abrir a porta do que deixá-la aberta o tempo todo. Me deitei cedo e tentei dormir, mas foi difícil com o frio que estava fazendo (não tinha calefação). Dormi bem mal…

dsc07466

2°dia – quarta (01/06/2011)

Acordei, tentei tomar banho quente, mas só tinha água gelada. Tomei café da manhã na cozinha deles com certo nojo, principalmente porque vi que as roupas ficam penduradas em cima do fogão. Achei um horror.

dsc07471

A van da excursão do Saltos de Petrohué chegou e antes de seguirmos para Puerto Varas, fomos em um mirante ainda em Puerto Montt. Dá para ver que a cidade não é tão gracinha, olha…

A estrada é bem bonita e ao chegarmos em PV, me dei conta de que era muito mais fofinha do que Puerto Montt. A cidade é cheia de casinhas fofas, possui um lago com montanhas ao redor e as pessoas parecem mais simpáticas e acolhedoras. Esperamos outros turistas e assim que chegaram seguimos para ver os Saltos de Petrohué.

dsc07494

Paramos na Laguna Verde e na Laguna Poza para fazer um passeio de barquinho passando por um túnel formado por árvores. Bem bacaninha o túnel, mas estava muito frio então quis sair dali o quanto antes. Voltamos para a van e seguimos pela estrada até um restaurante na beira do lago Llanquihue, cujo nome não me lembro. Já estava incluído no pacote e o almoço estava bem gostosinho.

Seguimos até os Saltos de Petrohuéque é um rio de água dos glaciares com quedas lindíssimas. O bacana dele é que o seu fundo é negro, por causa da larva solidificada e o contraste do verde esmeralda com o negro é bem bonito.

dsc07573

Depois de lá seguimos para a última etapa da excursão, que era o passeio de barco pelo Lago de Todos los Santos. De lá, apesar do tempo um pouco nublado, consegui ver o vulcão Osorno com a neve eterna em seu topo. Achei muito lindo!

dsc07652

Voltamos para a van e seguimos viagem até Puerto Varas. Ao chegar lá, segui para minha hospedagem, que também foi indicação e eu achei ótima – Hostería OutsiderFiquei em uma suíte com duas camas, mas não tive nenhum roomate. Dentro do quarto tinha um computador com internet, então deu para conversar com calma com pessoas queridas. Um dia de luxo e conforto na vida dessa mochileira…

Saí para comprar uns snacks e voltei para o quarto para compensar a noite ruim anterior.

3°dia – quinta (02/06/2011)

Acordei com as energias recarregadas, tomei um café da manhã delicioso e segui para o local de onde sairia meu ônibus às 9h30 para Pucón. Juro que tentei ficar acordada para ver a estrada, mas o saculejo do busão me fez dormir o percurso inteiro e acabei sendo acordada pelo motorista quando chegamos na rodoviária.

dsc07696

**********************************************************************

Quer saber tudo sobre minha viagem de 30 dias pela Argentina e Chile? É só clicar nos links abaixo:

**********************************************************************

Quer ajudar o blog sem gastar nada por isso?:)

Nós ganhamos uma pequena comissão se você fizer reservas e compras pelos links abaixo:

Agradecemos de coração! ❤