1° dia – sexta (02/11/2012)

Saímos do Rio por volta de 17h, porque estávamos com uma preguicinha…rs. Acordamos tarde, tomamos café, arrumamos nossas mochilas e nos despedimos dos nossos pais. Do Rio mesmo, ligamos para o restaurante Dona Irene, recomendado pela minha sogra, para reservar nossa mesa. Saí do Rio sabendo que era um restaurante de culinária russa que custava R$100 por pessoa, podendo pagar somente com dinheiro.

A tia comentou também que era um banquete, ou seja, dado que não tínhamos almoçado, seria perfeito para nós. Ligamos para fazer a reserva para 20h (pedindo o prato principal já) e chegamos em Teresópolis às 19h. Passeamos um pouco pela cidade e colocamos no GPS do celular o nome do restaurante, que rapidamente foi encontrado. Começamos a pegar o lugar sugerido e percebemos que estávamos dentro de um bairro bem humilde, que nos assustou um pouco, talvez porque já estivesse escuro. Tentamos relaxar e logo logo chegou a avenida do restaurante e em seguida, o próprio. Uma casa com uma placa não muito chamativa e um portão automático que abriu assim que imbicamos. Estacionamos o carro, apesar de um cachorro estar correndo ao redor e nos preparamos para entrar.

Fomos recebidos por garçonetes vestidas com trajes russos, o que foi bem simpático. O restaurante é dentro de uma casa toda decoradinha bem aconchegante, que nos fez sentir super bem.

Decoração russa

Sentamos na mesa indicada e ficamos curtindo a decoração e lendo o panfleto sobre o restaurante e costumes da Rússia.

Capa do Panfleto
Página 1 do Panfleto
Página 2 do panfleto

 Em pouco tempo, fomos atendidas por uma garçonete que nos confirmou o prato solicitado quando ligamos e perguntou o que queríamos beber: VODKA, por favor! Nos deram dois shots de vodka caseira para experimentarmos e uma cesta de pães. Lemos no panfleto as 3 regras de consumo da vodka:

  1. Nunca beber sozinho
  2. Nunca beber sem comer alguma coisa em seguida
  3. Nunca tomá-la em pequenos goles ou misturada com gelo ou tônica, mas de uma só vez. 

Pois bem. Estávamos juntos e havia comida na mesa. Agora era só virar de uma só vez….Pronto, feito! Achamos estranho, mas foi divertido.

Nossa garrafinha de vodka congelada…

Comemos o pãozinho, obedecendo a segunda regra e logo chegou a entrada, chamada de ZAKUSKIS. Patês, frios, peixes, caviar e saladinhas…quase tudo gostoso (confesso).

Entrada #1

Quando acabamos, trouxeram a segunda entrada, composta de uma sopa MARAVILHOSA de beterraba (incrível mesmo e olha que nem sou muito fã de beterraba) chamada BORSCHT e uns pastéis de carne EXTRAORDINÁRIOS chamados PIROZHKIS. Nossa…estavam muito, muito bons!!!

Sopa de Beterraba!
Pastéis de carne divinos

Estávamos quase satisfeitos, porque comemos tudo o que tinha na mesa, mas logo depois veio outra leva de entrada. Ulalá! Trouxeram asas de frango gratinadas, suflê de beringela e outro prato que não lembro o que era, porque decidi não comer para reservar espaço para o prato principal. Comi as asas de frango gratinadas e quase morri de tanta felicidade. IMPRESSIONANTE como tudo é DELICIOSO lá…

Franguinhos ótimos…

Depois dessas entradinhas, chegou o prato principal. Eu pedi o BEEF STROGANOFF e o Celo pediu FRANGO A KIEV. Cara, sem palavras….para os dois pratos. De longe, o MELHOR STROGANOFF DA MINHA VIDA!!! E olha que por ser um dos meus pratos favoritos, eu já experimentei em muitos restaurantes…RECOMENDO DEMAIS!

Frango a KIEV
Melhor Stroganoff EVER!

Não conseguimos comer tudo e contrariando nossos costumes, pedimos para fazerem uma quentinha…rs. Chegou a hora de escolher a sobremesa: SUPREMOS DE NOZES COM CHOCOLATE  para mim e o doce de PITANGA COM PANETONE E CHOCOLATE para o Celo. Ambos DIVINOS! Depois de uma garrafinha de vodka bebida e todas essas comidas maravilhosas, saímos de lá mais que felizes. Principalmente porque ficamos encantados com as histórias contadas pelo senhorzinho responsável pela criação do restaurante. Que senhor saudável e pra cima! Tantas lembranças gostosas e um jeito de contar histórias que nos cativou…

Nozes …
Pitanga…

Os R$100 mais bem gastos da minha vida em um restaurante! =D 

Voltamos para a casa do pai do Celo por um caminho mais tranquilo que o da ida e dormimos muito bem depois desse jantar maravilhoso.

2° dia – sábado (03/11/2012)

Acordamos tarde e apesar de estarmos sem fome por causa da noite anterior, nos obrigamos a sair para tomar um café da manhã/almoço antes de fazermos as trilhas do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, o PARNASO. Fomos até a padaria Oficina do Pão e pedimos waffles com mel, sucos e bolo de cenoura com chocolate. Tudo ótimo!

Padaria boazinha…
Café da manhã gordinho…

Saímos de lá e fomos em direção ao PARNASO, mas quando vimos as nuvens, demos meia volta. Parecia que ia cair o mundo… Fomos até a Fonte Judith e fizemos questão de beber a água, apesar do medo de ela não estar 100%.

Fonte com água potável no meio da cidade

Depois seguimos para o outro ponto turístico que vimos nas placas da cidade, o Lago Iacy. Seguimos pela estrada que tinha placas para o lago e depois de chegarmos até o seu fim, lá em cima da montanha, percebemos que pegamos alguma entrada errada. Também né…não tinha praticamente nenhuma placa. Voltamos a estrada todinha e quando pegamos outra entrada, logo chegamos ao Lago, ou pelo menos ao que um dia ele foi. Que triste, viu…

Na estrada…
Onde deveria haver um lago…

Saímos de lá decepcionados mas dispostos a visitar outro ponto turístico. Seguimos as placas da cidade e fomos até a Cascata dos Amores, que também deixou a desejar. Ô tristeza, hein…

Cascata….sei…

Seguimos mais placas e fomos conhecer o Lago Comary, que fica dentro da Granja Comary. Lá é onde está a sede da CBF, para a minha surpresa. Paramos o carro do lado de fora da Granja e conseguimos entrar andando para ver o Lago. Uma gracinha ele…todo arrumadinho.

Lago de verdade!

Depois paramos o carro perto da Feirarte, para rodarmos na tão famosa feirinha de artesanato de Teresópolis.

Feirinha…

Comemos a tapioca do Beto & Eliana (bem gostosa, por sinal!) e rodamos, rodamos…até enchermos o saco. Saímos de lá e passamos no supermercado Oliveirão para comprar vinhos e comidinhas para a noite. Por incrível que pareça, ainda estávamos sem fome, por causa do banquete da noite anterior…rs.

Fizemos nossas compras e voltamos para casa. Assistimos um filme delicioso (Sob o Sol da Toscana) que estava passando na SKY e depois preparamos nosso jantar, super humilde se comparado ao da noite anterior. Ficamos curtindo o friozinho da cidade e mais filmes que estavam passando na TV…um programa mais que perfeito! =D

3° dia – domingo (04/11/2012)

 Acordamos tarde, tomamos café da manhã e arrumamos nossas coisas para partirmos. Só que, no meio do caminho, decidimos dar uma chance ao Parque Nacional, mesmo o tempo estando nublado. Entramos de carro (pagamos R$11 por pessoa + R$5 pelo carro) e depois de uma subidinha, paramos na casa principal. Visitamos o museu do Parque, com muitas imagens, maquete e explicações e pegamos informações e um mapa com uma representante do parque. 

Maquete do parque

Decidimos fazer a trilha chamada CARTÃO POSTAL, de onde é possível ver o Dedo de Deus em dias não nublados. Esta trilha é de 2km ida e volta e o tempo estimado para ir e voltar é de 2h. Das trilhas apresentadas, achamos que esta era a mais interessante, por ser a maiorzinha (tirando a travessia Terê – Petropólis, de 30 km).

A caminho do início da trilha…
Onde paramos o carro (pousada abandonada)
No início da trilha…

E lá fomos nós…subimos, subimos, subimos…e tchan ran…chegamos! Só que não conseguimos ver nada…a neblina tapou tudinho…rs. Já esperávamos isso, mas topamos o exercício simplesmente pelo contato com a natureza, que nós amamos. Quando chegamos na base da trilha, a chuva apertou. Ainda bem que não aconteceu durante a nossa caminhada. Assim que chegamos na casa principal, compramos água gelada, meu imã e fomos assistir ao vídeo sobre o Parque. Ficamos com gostinho de quero mais…temos que voltar com o tempo bom! =D A vista é incrível…

Na trilha…
Quase chegando no final…
O que deveria ser a vista (imagem) e a vista real, por causa da neblina…
Sentiu a neblina, né…
Tempo de ida e volta! uhuuu!!!
Frequência cardíaca média…

***********************************************************************

Quer ajudar o blog sem gastar nada por isso?:)

Nós ganhamos uma pequena comissão se você fizer reservas e compras pelos links abaixo:

Agradecemos de coração!❤