1 dia em Peniche e nas Ilhas Berlengas

Sábado – 01/08/2020

Fizemos um bate-volta de Cascais até Peniche com amigos e familiares com o objetivo de fazer o passeio de barco para as ilhas Berlengas. Eles reservaram com antecedência o passeio das 14h30 com a empresa Feeling Berlenga, então só deu tempo de chegar em Peniche, andar pelo centrinho rapidamente, almoçar e ir para o passeio.

(Se você quiser um roteiro completo do que fazer em Peniche, recomendo esse aqui ó. Este casal de portugueses tem dicas maravilhosas do país!)

Estacionamos o carro na marina (com parquímetro) e quando vimos que estava nublado, deu até uma desanimada. Fomos direto para o quiosque da empresa pagar o restante da reserva e pegar os vouchers, e felizmente a vendedora nos garantiu que o tempo ia melhorar até o horário do passeio. Ela disse inclusive que é bem comum Peniche ter esse clima ruim pela manhã e depois a tarde melhorar, então fique atento!

Seguimos andando pela cidade, parando primeiro na Praia de São Pedro, que é bem pequena e fica ao lado da Fortaleza. Esta atração ainda estava fechada com um aviso na porta sobre o horário de funcionamento das 14h30 até às 19h, então só passamos em frente e seguimos andando.

Passeamos pela rua principal do centrinho, que tem vários restaurantes e como já passava do meio dia, decidimos parar para almoçar. Entramos no Restaurante O Pedro, recomendado pelo blog que indiquei acima, e pedimos a tradicional caldeirada de peixe. O restaurante em si não tem nada demais, mas a comida estava bem gostosa com preço justo. 🙂

Saímos de lá e deu tempo de caminhar no quebra-mar até o Farol de Peniche, onde você consegue ter uma vista bem legal da cidade. O tempo realmente começou a abrir (ufa!) e olha só a cor do mar com o sol batendo:

Animador, né?

Voltamos bem na hora da “chamada” da nossa empresa e quando falaram os nossos nomes, seguimos para o barco indicado, o Porto Batel. Este barco demora 45 minutos para fazer o trajeto até a ilha, mas você consegue pegar outros barcos dessa mesma empresa ou então de outras que fazem o mesmo percurso em menos tempo. A empresa Berlengatur, por exemplo, tem um catamarã que faz o trajeto em 30 minutos e a nossa empresa tem lanchas rápidas que fazem em 20 minutos.

Nós compramos o passeio de 37 euros que dava direito ao passeio até a ilha, a visita às grutas em um barco pequeno com vidro no chão e também a visita guiada a pé pela ilha. Se eu fosse novamente, eu compraria a opção da lancha rápida ou então o catamarã, porque achei que nosso barco balançou MUITO no caminho e demorou bastante pra chegar. Por um lado foi bom porque o Paddy dormiu quase o caminho inteiro da ida e da volta e o humor dele ficou ótimo, mas por outro teve gente passando mal com as ondas de 2 metros. Vale a pena dar uma estudada nas opções apresentadas pelas empresas antes de comprar o passeio, mas não deixe de incluir a caminhada pela ilha e o passeio às grutas.

No trajeto para a ilha Berlenga nós vimos o Cabo Carvoeiro – lindo!!!! – mas imagino que estar em cima das rochas deva ser mais legal, então um dia vamos dirigir até lá para ver o penhasco de cima.

Quando começamos a nos aproximar da ilha, o visual só foi melhorando… que animação!

Quando paramos o barco para desembarcar na ilha, meu queixo estava no chão… que lugar E-S-P-E-T-A-C-U-L-A-R! Água transparente, contraste perfeito com a terra avermelhada e os barcos branquinhos, um visual apaixonante. ❤ Olha só:

Nós chegamos lá às 15h20 e o guia nos avisou que o passeio guiado sairia às 16h, então fomos direto para a prainha paradisíaca que tem ali perto. Por causa do Covid-19, não é possível deitar na areia e ficar ali relaxando, então se quiser ficar na praia, tem que ir pra água. É claro que fomos, né? Demos um mergulho bem rápido na água gelada e depois fomos encontrar o guia nas bandeiras indicadas.

Levamos a mochilha para carregar o baby, mas o início da trilha ele quis andar, então acabamos ficando longe do grupo e perdendo as explicações…rs. Não deu pra curtir a trilha neste início, porque o medo do pequeno cair, correr, etc era maior que tudo, mas felizmente ele disse que estava cansado e aceitou ficar na mochila. Ufa!

Pelo que ouvi das explicações, ninguém pode morar na ilha, apenas os pescadores locais. As únicas construções que têm lá são as casas deles, um restaurante, um lugar para camping e uma fortaleza em outra parte da ilha, onde atualmente existe um albergue. É bem legal passear por lá sabendo que é um lugar tão remoto, sabe?

Demoramos cerca de 1h para fazer toda a trilha e quando chegamos na fortaleza, pegamos o barco com vidro no chão para conhecer as grutas que ficam ali perto. O passeio nesse barquinho foi super rápido, (máx 20min) com guias pouco simpáticos, mas as grutas são LINDAS e fizeram tudo valer a pena. Voltamos para o porto por volta das 17h30 e achamos que nosso barco para Peniche sairia de lá em 15 minutos, mas depois descobrimos que ia demorar ainda 1h – nós lemos errado no papel – e ficamos descansando por lá.

A volta no barco foi mais tranquila, com ondas menores e vento mais fraco também. Felizmente não tivemos nenhum incidente com os passageiros.

Quando chegamos em Peniche, paramos em um Food Truck brasileiro de cachorro-quente que estava com uma fila gigante, mas que valeu a pena a espera, porque estavam deliciosos e custaram apenas 3.80 euros! 🙂

Logo em seguida começou a Procissão de Nossa Senhora da Boa Viagem e foi bem legal acompanhar os carros circulando com algumas santas em cima. Explicaram para gente que normalmente essa festa acontece com os barcos levando as santas e as pessoas na orla, mas por causa do Covid-19, acharam melhor fazer com os carros circulando pela cidade.

Saímos de lá perto das 22h e chegamos em casa mortinhos com farofa 1h depois. Que delícia de dia!

____________ //____________

Saiba mais sobre nossas outras viagens por PORTUGAL aqui.

Quer ajudar o blog sem pagar nada por isso? Basta usar os nossos links para ganharmos uma comissão dos parceiros abaixo:

Thanks!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: