Mochilões e Mochilinhas

Uma tarde na Tapada de Mafra

Índice

No dia 26/06/2021 fomos conhecer a Tapada Nacional de Mafra, que fica a menos de 1 hora de Cascais e ainda dentro da Área Metropolitana de Lisboa. Estávamos proibidos de sair da AML por causa de um decreto do governo para tentar conter os casos de Covid-19, então cancelamos o nosso passeio para o Parque dos Dinossauros e fomos ver bichos que ainda existem. 🙂

Reservando o passeio

Seguindo a recomendação de uma amiga, liguei para eles por volta das 9h30 para reservar nossos lugares no tour de carro elétrico e escolhi o horário das 11h30, já que a atendente disse que era o mais interessante para ver os animais.

Chegamos em cima da hora do tour, mas felizmente o estacionamento era do lado da bilheteria. Corri para fazer o pagamento (12 euros por adulto e 5 euros para o Patrick com 3 anos) e com os ingressos em mãos, voltei para o estacionamento para finalmente fazermos o passeio.

Se você quiser saber mais sobre os passeios na Tapada, acesse o site deles. Dá para fazer várias caminhadas que parecem bem legais!

A Tapada Nacional de Mafra

Tapada significa área de mata cercada e protegida em que se cria caça. Esta foi criada em 1747 durante o reinado de Dom João V para ser uma local de lazer e caça da Família Real, que ficava alojada ali perto no magnífico Palácio de Mafra (nós já visitamos também e contei tudo aqui! ).

A TNM tem uma área total de 1200 hectares, mas a parte visitável tem 800 hectares. Há diversos animais dentro do espaço, sendo os gamos, veados e javalis os principais, e para a nossa sorte, conseguimos ver as 3 espécies! Foi emocionante 🙂

Se quiser saber mais sobre a história da Tapada e também sobre as espécies, prédios e atividades, veja este site super completo e também o próprio site da TNM.

O passeio

PS. Fomos durante a pandemia e todos tiveram que usar máscaras dentro do carro elétrico, mas quando descíamos para ver os bichos mais de perto, podíamos tirá-las. Paddy (3 anos) e Ju (2 meses) não usaram máscara.

Reservamos o passeio de carro elétrico e como fomos os últimos, acabamos ficando com os assentos do fundo do carro. O nosso guia Bruno era um rapaz muito simpático que felizmente passou todo o trajeto contando histórias do local e dos bichos que ali vivem.

Como o dia estava quente, Bruno nos avisou que seria mais difícil ver os animais, mas depois de muita procura pelos bichanos, nos deparamos com vários Javalis livres, leves e soltos. Que incrível vê-los e ouví-los tão de perto!

Mais a frente avistamos os Gamos, que eu sinceramente achava que eram Veados. O guia nos explicou que são da mesma família, mas são menores, menos tímidos e existem em mais quantidade na Tapada.

Os animais

Passamos por algumas piscinas sujas e vimos tartarugas, sapos e borboletas, mas nada que despertasse muito a nossa atenção (incluindo a do pequeno). Depois vimos mais javalis e gamos e infelizmente já era hora de retornar.

Quando estávamos no meio do caminho da volta, o guia parou o carro e começou a contar a história do veado Chico, que é o veado Alfa da região, mas quer era muito tímido e solitário (como todos os alfas). Aí, foi questão de minutos para o danado aparecer! Que ALEGRIA!!!

Ele realmente é bem maior do que os bichos que já tínhamos visto e tem chifres enormes que refletem a idade que possui. Tiramos muitas fotos e ficamos observando ele com sua elegância toda, até que ele encheu o saco de nós e foi embora.

Seguimos viagem e para fechar com chave de ouro, vimos um veado fêmea e um filhote, bem igual ao filme Bambi!

Mafra

O Bruno falou que uma boa época para visitar a Tapada é outubro, porque é quando existe a briga dos veados machos para determinar quem será o alfa da vez. Acho que com o clima mais ameno os outros bichos também devem aparecer mais, então já anotamos aqui para voltarmos um dia.

Mafra

Almoço em Mafra

Depois de quase 2h de passeio, ligamos para o restaurante português Adega do Convento, com boa avaliação no TripAdvisor e com varanda aberta (afinal a pandemia ainda está rolando) e fizemos reserva para o almoço. Que surpresa feliz! Ambiente gostoso, atendimento impecável e a comida….hummmmm

Pedimos Gambas ao Alho de entrada e Bacalhau à Adega (meu marido e minha sogra) e Caril de Tamboril c/ Gambas (eu) de pratos principais. Absolutamente deliciosos! Eu adoro o peixe tamboril, além de camarões e caril, então o meu prato parece que foi feito para mim…rs. Recomendo!

Uma ótima opção de restaurante em Mafra!

Índice

Parceiros
Recentes
Newsletter
Instagram
Facebook
Planeje sua viagem
Booking.com

Planeje sua viagem com nossos parceiros!

Ao usar os links abaixo para organizar sua viagem, você ajudará este blog a continuar existindo, já que os nossos parceiros nos repassarão uma pequena comissão. Você não pagará nada mais por isso e nós ficaremos muito felizes! :)

Conteúdo Relacionado

1 dia na região de Entre-os-Rios, no Douro

Passamos 1 dia na região de Entre-os-Rios explorando as vistas maravilhosas dos miradouros, conhecendo uma praia fluvial, aproveitando a piscina da nossa quinta e comendo super bem em um restaurante bem indicado. Um dia bem passado, com certeza!

LEIA MAIS »
Nosso roteiro de 1 dia em Braga

Passamos um dia conhecendo Braga e o famoso Santuário Bom Jesus do Monte, que fica nos arredores, e adoramos a terceira maior cidade portuguesa. Comemos super bem, fomos muito bem tratados por onde passamos e ainda encontrei uma amiga que não via há muito tempo. Foi ótimo!

LEIA MAIS »

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter