8 dias pela Andaluzia

Tiramos alguns dias de folga durante o carnaval de 2015 para encontrarmos a mãe do Celo na Espanha. Como este feriado brasileiro não existe da Ilha Esmeralda, tivemos que usar dias de férias mesmo. Seguindo sugestão da sogrinha, fomos para a região da Andaluzia e nos surpreendemos positivamente com tudo que vimos, comemos e bebemos. Obrigada, tia! 🙂

Resumo da região

A Andaluzia tornou-se comunidade autônoma em 1982 e hoje é a mais populosa e a segunda maior da Espanha, tendo Sevilha como capital. Ser uma comunidade autônoma significa ser dotada de autonomia legislativa e competências executivas, podendo ser administrada pelos próprios representantes. Esta região já foi ocupada pelos fenícios, gregos, romanos, visigodos, árabes e por último, pelos cristãos.

No século VIII, os árabes atravessaram o estreito de Gibraltar e deram a toda península ibérica o nome de “al-Andalus”. A dominação árabe durou quase oito séculos e foi magnificamente proveitosa, já que as cidades ganharam mesquitas e palácios impressionantes, bibliotecas riquíssimas de volumes, além de manufaturas de seda e couro. No século XV, os reis cristãos tomaram a região e destruíram boa parte do que os muçulmanos haviam construído.

Hoje, a região possui olivais, vinhedos, indústria extrativa e petroquímica, mas vive também de sua cultura, com touradas, dança flamenca e folclore.

Principais atrações

  • Mesquita de Córdoba (Para mim, a melhor atração de todas!)
  • Alcazar de los Reyes em Córdoba
  • Catedral e Giralda, em Sevilha (Dá para comprar com antecedência e evitar as filas enormes)
  • Castelo Alcázar em Sevilha
  • Museu Arquivo das Índias (Não fomos, mas possui mais de 80 milhões de páginas sobre o império espanhol nas Américas).
  • Alhambra em Granada (É o ponto turístico mais visitado da região – é preciso reservar com antecedência!)
  • Albayzín em Granada, um bairro mouro interessante
  • Mirador San Nicolas em Granada
  • Juderías, ou bairros judeus, em todas as cidades
  • Os Pueblos Blancos, onde todas as casas e prédios são brancos.
  • Vinícolas para todos os gostos. (Nós visitamos a vinícola Luis Pérez, em Jerez de la Fronterra, e saímos de lá encantados. Realmente eles merecem a nota máxima que possuem no TripAdvisor. )

Levando em consideração as atrações acima que pesquisamos e a quantidade de dias que tínhamos disponíveis, organizamos o roteiro desta forma:

Andaluzia

Locomoção na região

  • Fizemos Madrid – Córdoba e Córdoba – Sevilha de trem. Como estávamos em 3, saiu mais barato comprar a mesa com quatro cadeiras, pagando 88 euros por ela (compramos as passagens no site da Renfe).
  • Fizemos o resto da viagem de carro, pois descobrimos que as cidades menores não tinham estações de trem, assim como o trajeto Granada – Madrid, para nossa surpresa. Pagamos  120 euros para os 5 dias de aluguel com a Hertz e pouco mais 70 euros de Diesel para os 990 km de percurso. Este foi o roteiro que percorremos de carro, olha:

Hospedagem

Reservamos todos os hotéis pelo Booking.com – meu queridinho! – e pela primeira vez na vida, cheguei no hotel e o quarto não estava pronto para nós, mas rapidamente foi resolvido. Fora este detalhe, nós gostamos bastante de todos os hoteis que escolhemos e recomendo todos eles! Vou colocar mais detalhes e fotos nos posts das cidades, mas aqui vai a lista resumida:

Chip de internet

Compramos no aeroporto de Madri um chip de 10 euros da empresa Orange, que permitiu que a gente usasse o GPS durante a estrada e acessasse redes sociais e jornais. Acho que vale mais a pena do que alugar somente o GPS nas empresas de aluguel de carro. Usamos o Google Maps e o Waze juntos, porque o segundo mostrava os radares e às vezes outros caminhos alternativos. Ele nos salvou em Granada, por exemplo, já que o Google Maps não levou em consideração que algumas ruas eram apenas para moradores e os visitantes que entrassem levariam multas. Fica a dica!

Comes & Bebes

Felizmente, comemos muito bem em todos os lugares que fomos. Escolhemos os restaurantes de acordo com os reviews do TripAdvisor e vendo dicas de blogs, mas vou falar mais sobre eles nos posts de cada cidade. 😉

Compras

Deu vontade de comprar todo o artesanato deles, porque tem muita coisa bacana com características árabes ou bem espanholas. Acho que nunca fiquei tão animada com a ideia de compras em uma viagem. Deu medo de ultrapassar os 15 kg comprados na Ryanair, mas com muito jeitinho na organização da mala e da mochila, deu tudo certo. 🙂

Posts detalhados

Para saber mais detalhes sobre os lugares que visitamos, clique nos links abaixo:

Viagem em fotos

Aqui vão algumas fotos dos lugares que visitamos (e amamos!):


Quer ajudar o blog sem pagar nada por isso? Basta usar os nossos links para ganharmos uma comissão dos parceiros abaixo:

Thanks! ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: