Sábado – 14/02/2015

Pegamos o trem na estação Atocha em Madrid às 15:05, chegando em Córdoba às 17:07. Como estávamos em 3, foi mais vantajoso comprar a mesa com 4 cadeiras, pagando 88 euros por tudo. (PS: Viajei pela primeira vez com lugar marcado em trem e achei ótimo. Fiquei traumatizada com a correria das pessoas nos trens da Áustria)

Jardim dentro da estação Atocha
Jardim dentro da estação Atocha

Pegamos o mapa da cidade na própria estação de trem e fomos andando até o nosso hotel. Passamos por uma praça bem interessante, com muitas laranjeiras recheadas de frutas. Que vontade de deu de comer direto do pé! Ainda não sabemos se elas são boas para comer ou não, porque algumas pessoas falaram que podem ter muitos agrotóxicos, mas pode ser uma lorota que contam para os visitantes, né…Enfim, melhor não arriscar.

DSCN5025

DSCN5037

DSCN5032

DSCN5030

Passamos em frente ao Mercado Victoria, que é o primeiro mercado de gastronomia da Andaluzia, e ficamos bem animados com o que vimos nele e pelas ruas também. Acredita-se a cidade era a mais populosa do mundo no século 10, mas atualmente, ela tem uma energia de cidade pequena que é maravilhosa (pelo menos por onde andamos).

DSCN5044

DSCN5041

DSCN5045

Quando chegamos ao nosso hotel, o Don Paula, os donos nos informaram que não tinham a nossa reserva. Eu sempre reservei pelo Booking.com e nunca tive problemas, mas para tudo existe uma primeira vez, né? Mostrei o comprovante da reserva no celular e eles chegaram à conclusão que houve algum erro de comunicação entre o site do Booking e o sistema deles. Prontamente e de forma bem simpática, começaram a ligar para outros hotéis da cidade e só pararam quando conseguiram um quarto triplo para nós. Fizeram questão de chamar um táxi e nos levar até o Hotel Tryp, pagando inclusive a diferença do quarto (pagaríamos 67 euros no Don Paula). O hotel é bem moderno, daquele tipo sem muita personalidade, e fica fora do bairro histórico, mas para uma noite só achamos ótimo.

DSCN5050

DSCN5047

Deixamos nossas coisas e nos arrumamos para jantar no Mercado Victoria. Foi difícil conseguir uma mesa para sentarmos, porque estava lotado. Não sei se todo sábado ele fica assim ou se é porque era dia dos namorados, mas depois de alguns minutos rodando, achamos nosso cantinho. Ficamos nos revezando e comprando tapas de diferentes restaurantes. Tudo ótimo! Valeu a pena 🙂

DSCN5052

DSCN5053

DSCN5056

DSCN5057

IMG_20150214_211043739

IMG_20150214_211047251

Domingo – 15/02/2015

Fizemos checkout do hotel cedo, mas deixamos as bagagens por lá, pois nosso trem para Sevilha só sairia às 13:19. Fomos direto para a Mesquita – Catedral de Córdoba, que é a principal atração da cidade e na minha opinião, é a mais impressionante de toda a região da Andaluzia. Esta catedral é muito especial, porque está no mesmo lugar de uma mesquita construída pelos muçulmanos no século 10. Eles habitaram a região por cerca de 8 séculos, tendo sido expulsos pelos cristãos no final do século 15. O prédio é enorme, com um pátio árabe bem característico e o interior é impressionante, já que mistura a arquitetura de duas religiões bem diferentes. É bem mágico. Recomendo mil vezes.

DSCN5074

DSCN5097

dscn5105 (1)

DSCN5107

DSCN5121

DSCN5122

De lá, atravessamos a Puente Romanoque foi construída no século 1 a.C., cuja vista da cidade é bem interessante, com a Mesquita – Catedral e o Alcázar de los Reyes Cristianos em destaque.  Fomos direto para ele, que é a segunda atração mais importante da cidade, principalmente por causa dos seus jardins. Subimos até a torre para a apreciar a vista, e apesar do tempo curto, achei que valeu a pena ter ido lá.

Entrada da ponte
Entrada da ponte

DSCN5150

Entrada do alcazar
Entrada do Alcázar

DSCN5168

DSCN5171

DSCN5172

DSCN5173

Muito legal passear pelos jardins também…

DSCN5195

DSCN5200

De lá, passamos correndo na Sinagoga da cidade, construída em 1315 e uma das 3 sinagogas medievais da Espanha (as outras duas estão em Toledo).

DSCN5208

DSCN5210

As ruas do bairro histórico são realmente fofas e acolhedoras, mas tivemos que passar por elas com pressa para pegarmos nosso trem com calma. Queríamos ter tido mais tempo para apreciarmos o bairro, mas vai ter que ficar para a próxima.

Fiquei impressionada como os blogs que li não valorizaram tanto a cidade, muitas vezes indicando bate e volta de Sevilha. Chega a ser um absurdo, na minha opinião! A cidade é muito rica em história e cultura e tem muitos pontos turísticos, como igrejas e palácios, além de ótimos restaurantes e hotéis não muito caros. Vale parar com calma, com certeza!

Depois de Córdoba, seguimos para Sevilha.

***********************************************************************

Quer saber todos os detalhes da nossa viagem pela Andaluzia, na Espanha? É só clicar nos links abaixo:

***********************************************************************

Quer ajudar o blog sem gastar nada por isso?:)

Nós ganhamos uma pequena comissão se você fizer reservas e compras pelos links abaixo:

Agradecemos de coração!❤