Sábado (01/08/2015)

O nosso vôo de Dublin da RyanAir desceu no aeroporto de Rygge, que fica a mais de uma hora de Oslo (eles sempre voam para aeroportos no fim do mundo). Comprei com antecedência o trem que faz o trajeto Rygge – Oslo neste site e paguei ida e volta para nós dois 640 NOK (coroas norueguesas), ou seja, aproximadamente 70 euros (metade do preço da passagem área de 2 horas, mas beleza).

Oslo-Rygge

[OBS: Não sei se você sabe, mas a RyanAir costuma parar em lugares que não possuem finger, ou seja, você desce do avião pela escadinha e caminha até o prédio do aeroporto. Ao sairmos do avião, ficamos tão felizes ao percebermos que estava quente (mais de 25 graus), coisa que não acontece aqui em Dublin com frequência. ] 🙂

Passamos pela imigração sem problemas, pegamos nossa barraca na esteira e fomos no balcão de informação pegar panfletos (amo!) e perguntar sobre o trem, já que não tínhamos visto nenhuma placa sobre ele. A moça me explicou que existe um ônibus gratuito que leva as pessoas até a estação de trem e que inclusive dá para comprar a passagem de trem com o motorista de ônibus (pelo mesmo preço da internet). Há também um ônibus que vai direto para Oslo, só que ele demora um pouco mais que o trem e custa quase a mesma coisa. Nós pegamos o ônibus para a estação de trem e depois o trem para Oslo. Ambos bem confortáveis e bem cheios, com muitos mochileiros falantes, inclusive.  São esses aqui:

Ônibus que vai direto para Oslo
Ônibus que vai direto para Oslo
Ônibus gratuito que leva até a estação de trem
Ônibus gratuito que leva até a estação de trem
Ônibus gratuito que leva até a estação de trem
Ônibus gratuito que leva até a estação de trem
Na estação de trem (não é esse o nosso trem)
Na estação de trem (não é esse o nosso trem)
Este é o nosso trem!
Este é o nosso trem!

Quando chegamos na estação de trem central de Oslo, fomos direto trocar nossos euros por coroas norueguesas. O Celo tinha pesquisado antes e viu que não existiam casas de câmbio no Rygge e na estação de trem, a melhor cotação era da empresa Nordea (a empresa de balcão azul) então fomos direto lá. Existe a Forex também, que é um balcão amarelo, mas realmente confirmamos depois que era mais cara. Dê uma olhada nas duas quando for trocar a sua grana. Vai que…

Estação de trem central de Oslo - top!
Estação de trem central de Oslo – top!
A melhor cotação!
A melhor cotação!

Passamos no supermercado que tem dentro da estação para comprar alguns lanches (preços altos, como era de se esperar, mas estávamos famintos!) e fomos no stand da Hertz para pegar o carro. Em menos de 3 minutos, saímos com as chaves e não precisamos assinar documento algum. Que gente eficiente! Não sei se todas as locadoras na Noruega são assim, mas achamos a Hertz muito top e para a nossa surpresa, foi a mais em conta. Alugamos um super carro (hahahah…veja o tamanho nas fotos!), que como sempre, era o mais barato disponível (pagamos 365 euros para os 8 dias).

DSC04406
Nossas malinhas de cabine lotaram a mala!

Nossas mochilinhas e barraca lotaram o banco de trás!

Nossas mochilinhas e barraca lotaram o banco de trás!

Seguimos para Kristiansand, que fica bem ao sul do país (quase 4 horas de carro), com a ajuda do chip com internet e o nosso querido Google Maps. (A gente é muito mão de vaca para comprar um GPS ou alugar na locadora, então sempre viajamos com o Maps!)

Dica: Use a internet apenas para calcular o caminho e depois coloque o celular em modo avião, para não gastar banda. Funciona perfeitamente se você não sair da rota!

kristiansand

Para nossa surpresa, assim que saímos de Oslo, nos deparamos com o carro DeLorean, do filme DE VOLTA PARA O FUTURO. Sabe qual é? Muito massa! Olha só:

DSC04416

Passamos por muitos túneis na estrada (1 a cada 5 minutos dirigindo) e algumas pontes depois de um certo tempo dirigindo.

DSC04428

DSC04419

A qualidade do asfalto e da sinalização é ótima (digna de primeiro mundo) e os motoristas são bem educados, mas eles definitivamente não respeitam a velocidade indicada nas estradas (eles devem saber onde estão os radares, claro). Nós lemos no nosso guia que a Noruega possui leis bem severas para quem dirige alcoolizado (o limite de álcool no sangue é quase nada) ou para quem está acima da velocidade permitida, então optamos por sermos os únicos obedientes das estradas. Ninguém aí quer pagar multas de 300 euros, ter a carteira confiscada e ainda ficar preso por 21 dias (caso seja pego dirigindo alcoolizado), né? Pois é, pensamos igual.

Há placas avisando sobre pedágio automático, ou seja, sem cabine, mas como ninguém comentou nada com a gente na Hertz, ficamos na dúvida se tínhamos que fazer alguma coisa. Aqui em Dublin, por exemplo, há um pedágio na M50 que é do tipo automático que precisa ser pago em até 1 dia depois de ter passado por ele. Ficamos com essa dúvida por alguns dias, mas depois lemos no contrato que não precisávamos fazer nada, porque o sensor preso no vidro da frente captaria todos os pedágios e nós pagaríamos depois! Que medo da conta! :-/

Só uma estrada linda dessa para fazer a gente não se preocupar com o prejuízo!

DSC04421

DSC04430

 **********************************************************************

Quer saber mais sobre a nossa viagem de 10 pela Noruega? É só clicar nos links abaixo:

 **********************************************************************

Quer ajudar o blog sem gastar nada por isso?:)

Nós ganhamos uma pequena comissão se você fizer reservas e compras pelos links abaixo:

Agradecemos de coração! ❤