Domingo (09/08/2015)

Chegamos em Oslo perto de meio dia e fomos direto para a estação central de trem para entregar o carro que alugamos. Estacionamos no local indicado e quando fomos à loja entregar as chaves, vimos um aviso para deixar as chaves em uma caixa. Bizarro como ninguém nos atendeu na retirada e nem na devolução do carro.

DSC05704

Saímos da estação central de trem, que é uma graça, e fomos com a ajuda do Google Maps para o nosso hotel. Nós escolhemos um hotel relativamente perto da estação, porque o nosso trem na terça-feira para o aeroporto seria bem cedo e porque era uma das opções mais baratas também, claro. Ficamos hospedados no Comfort Hotel Xpress Youngstorgetque é um hotel bem moderno e aconchegante, e pagamos 1298 coroas (140 euros) para duas noites. O único detalhe que não achamos legal é que eles cobram uma taxa extra para check in mais cedo (o horário de entrada é 15h). Nos recusamos a pagar a taxa (não era um absurdo não), então deixamos as malas no hotel e fomos almoçar para fazer hora (veja as fotos do quarto mais abaixo).

DSC05701

Seguimos a indicação do rapaz da recepção e fomos em um restaurante bem transado chamado Sudostque fica relativamente perto do hotel. O ambiente é o máximo e achamos a comida bem boa também. Os preços das comidas são iguais aos preços de Dublin, mas as bebidas realmente são mais caras. Nós curtimos e recomendamos! Chegamos lá com ele vazio e saímos de lá com fila de espera. Deve ser bom, né?

DSC05659

DSC05665

DSC05666

Passeamos por essa região e não morremos de amores pelo que vimos. Achamos os prédios sem graça, as ruas sujas e o clima meio estranho, com exceção de uma rua que tinha vários bares e restaurantes.

DSC05684

DSC05681

Encontramos uma feira de artigos usados com tudo o que você puder imaginar e para a nossa surpresa, muitas pessoas interessadas passeando.

DSC05677

Depois da feira, voltamos para o hotel para descansar e amamos o nosso quarto! Que saudade de deitar em uma cama 🙂

DSC05694

DSC05695

No final do dia, já com as energias recarregadas, saímos para conhecer a parte turística da cidade. Fomos primeiro no prédio ultra moderno da ópera de Oslo, Operahuset, e subimos para ver a vista de lá. Bem legal!

DSC05709

DSC05717

DSC05715

Andamos até a Fortaleza da cidade, a Akershus Festning, que também tem uma vista maneira. Por causa do clima bom, foi possível ouvir as festas que aconteciam em vários barcos ali nas redondezas. Deve ser moda por lá…rs.

DSC05735

DSC05733

DSC05749

DSC05738

Passamos em frente ao prédio da prefeitura, Oslo Rádhus, que achamos horroroso e antes de chegarmos à região mais moderna da cidade, passamos em frente ao prédio Nobels Fredssenter. Sacou o que é? Pois é…é neste prédio que entregam todos os anos o prêmio NOBEL da paz.

Prefeitura de Oslo - horrível, né?
Prefeitura de Oslo – horrível, né?

DSC05756

Entramos na região moderna da cidade e ficamos encantados com os prédios, restaurantes e barcos parados nos píeres. Era exatamente aquilo que nós esperávamos ver em uma das capitais mais ricas do mundo. Muita riqueza, muita modernidade e uma sensação de segurança incrível. Olha só:

DSC05766

DSC05771

DSC05776

De lá seguimos para o parque onde está o Palácio Real de Oslo, que foi construído na primeira metade do século XIX. O parque é impecável e o palácio é bem bonito por fora.

DSC05789

DSC05793

Andamos pela Karls Johans Gate, que é uma das principais ruas da cidade. São muitas lojas, muitos restaurantes e muitos artistas de rua tocando vários instrumentos. A maioria tocando músicas clássicas lindíssimas. 🙂

DSC05812

DSC05808

DSC05819

Paramos para comer na cadeia de fast food Max e nos surpreendemos positivamente com os cheeseburgers que pedimos. Deliciosos e bem baratos!

DSC05816

Segunda-feira (10/08/2015)

Passamos em uma loja de conveniência e compramos um passe que dava direito a transporte por 24 horas (pagamos 180 coroas por dois passes, ou 20 euros). Nós fizemos a conta na hora e valeu a pena para nós, pois queríamos ir ao Vigeland Park e ao Museu Viking, que ficam bem afastados do centro da cidade.

DSC05835

Ainda a pé, fizemos a nossa primeira parada foi na Domkirken, que foi construída em 1697. O seu teto é lindo e a igreja tem o formato de cruz, com quadro corredores um pouco longos.

DSC05839

DSC05840

DSC05843

Fomos para o ponto de ônibus e esperamos pelo ônibus 30 para a região de Bygdoy, onde estão alguns museus bem interessantes da cidade, inclusive o Vikingskipshuset. É bem fácil usar o transporte público em Oslo…há placas com os horários dos ônibus e bondes e eles são extramente pontuais, além de serem bem confortáveis. Não tem erro!

DSC05846

DSC05834

Pagamos 160 coroas (18 euros) pelas duas entradas ao museu e amamos tudo que vimos lá dentro! Este museu possui 3 BARCOS VIKINGS ORIGINAIS DO SÉCULO IX que foram encontrados há cerca de 100 anos, enterrados com argila azul. Acredita-se que tenham sido utilizados como túmulos de pessoas importantes da época, pois encontraram esqueletos, joias, armas e outros itens que podem ter sido colocados junto ao corpo para ajudar na passagem para o reino dos mortos. São tantos detalhes lindos….tanto mistério…achei incrível ver os barcos vikings mais bem preservados do mundo. É realmente uma volta ao tempo e não tem como não ficar com a imaginação a mil. Não dá para ir a Oslo e não visitar este museu, né? Principalmente porque no final do passeio, há vídeos e textos explicando que eles ainda não descobriram um jeito de preservar tudo que encontraram, ou seja, estão correndo contra o tempo para não deixar estes tesouros se decomporem. Triste, né? Corra lá então!!! Aqui  vão algumas fotos para você ir se animando:

DSC05866

DSC05856

DSC05868

DSC05872

DSC05897

DSC05906

Pegamos um ônibus até o Vigeland Park, que é o parque mais famoso do país, que homenageia o escultor norueguês Gustav Vigeland. Ele começou a trabalhar nas esculturas do parque em 1924, mas veio a falecer em 1943. Todas as 212 esculturas do parque foram criadas em argila por ele mesmo, mas desenhadas em pedra por outros artistas. São muitas mesmo, mas os destaques são o Monolito , com 121 figuras humanas agarradas entre si, a Roda da Vida e a Ponte, com esculturas dos dois lados.

DSC05922

DSC05940

DSC05955

DSC05961

DSC05965

DSC05984

DSC05985

Saímos de lá direto para o hotel e aproveitamos para curtir o terraço, que tem uma vista linda.

DSC05698

DSC05696

Dormimos até umas 3 da manhã, pois tínhamos que pegar o trem para o aeroporto às 3:46. Chegamos no aeroporto às 5h e pegamos nosso vôo para Dublin às 7h. No stress, mas muito sono.

 **********************************************************************

Quer saber mais sobre a nossa viagem de 10 pela Noruega? É só clicar nos links abaixo:

 **********************************************************************

Quer ajudar o blog sem gastar nada por isso?:)

Nós ganhamos uma pequena comissão se você fizer reservas e compras pelos links abaixo:

Agradecemos de coração! ❤