Sagres, Cabo de São Vicente e Martinhal

Domingo – Dia 09/08/2020

Saímos do nosso hotel  LuzMar Villas na Praia da Luz depois de um café da manhã reforçado e fomos conhecer a famosa região de Sagres. Usamos os guias da Lonely Planet e Publifolha para nos guiarmos e seguimos a ordem dos números:

Começamos o dia indo primeiro no Cabo de São Vicente, que é o responsável pelo nome da Costa Vicentina. Este cabo era considerado na Idade Média o fim do mundo por causa do seu vento constante e forte e seus penhascos de 60 metros voltados para o Atlântico. Desde o século XV, ele é um importante ponto de referência para os barcos com um farol de alcance de 95km que é tido como o mais potente da Europa.

Cabo de São Vicente

Paramos o carro no estacionamento em frente ao ponto turístico, tiramos algumas fotos com o visual impressionante e, claro, compramos meu imã de geladeira com os feirantes. Depois entramos no prédio onde está o farol e curtimos um pouco mais o visual. O vento é REAL, people!!! 🙂

Voltamos parando nos miradouros das praias do Beliche e Tonel – ambas lindíssimas mas com uma boaaaa descida – até chegarmos à Fortaleza de Sagres, a principal atração da região.

Paramos o carro no estacionamento em frente à Fortaleza, tiramos fotos com as praias do Tonel e Mareta ao fundo e nos preparamos para a visita colocando o baby na mochila.

Praia do Tonel

Um pouco de história…

Henrique, o Navegador, construiu esta fortaleza no século XV e logo em seguida fundou a famosa Escola de Navegação de Sagres e Estaleiro. Entre 1419 e 1460, ele investiu os recursos da Ordem de Cristo, que comandava, e seus esforços para construção de caravelas que viajariam por águas desconhecidas. Em 1434, Gil Eanes de Lagos foi o primeiro marinheiro a passar pelo cabo Bojador, no Saara Ocidental, o que fez com que a Costa Oeste da África ficasse aberta à exploração.

A Fortaleza de Sagres

Estávamos quase pagando pelos ingressos na bilheteria quando vimos um aviso de que a visita era gratuita para residentes. Uhul, o nosso caso!

Entramos e fiquei impressionada com a grandeza do lugar. É gigante! Como não esperava aquele tamanho todo, me arrependi de não ter levado água, protetor solar e o carrinho para empurrar o baby de 15kg ao invés da mochila, então fica a dica! Demos a volta inteira, curtimos bastante o visual, e voltamos mortinhos para o carro.

Paramos depois em uma padaria em Sagres para comprar uns lanches e fomos conhecer a Praia do Martinhal, onde fica um resort que temos vontade de ficar, o Martinhal Sagres Beach Family Resort, e muitas casas de veraneio luxuosas. Se Paddy não estivesse dormindo e não tivéssemos acabado de lanchar no carro, bem provável que a gente parasse para comer no restaurante dessa praia. Olha que graça:

Depois dessa visita rápida à praia do Martinhal, com direito a muitoooo vento, seguimos para conhecer e aproveitar a Praia do Burgau, cujos detalhes estão no post Praias da Luz, do Burgau e da Salema.


Saiba mais sobre nossas viagens por PORTUGAL aqui.

Quer ajudar o blog sem pagar nada por isso? Basta usar os nossos links para ganharmos uma comissão dos parceiros abaixo:

Thanks! 

Um comentário em “Sagres, Cabo de São Vicente e Martinhal

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: