Dia 1 – domingo (17/03/2013)

Saímos de San Jose pela manhã seguindo os mapas que pegamos no albergue. Nos perdemos um pouco, mas nos divertimos. A estrada para La Fortuna, ou Arenal, como alguns conhecem, é bem tranquila. O asfalto é lisinho,  os motoristas são educados, há muitas curvas e há mini cidades por todo o caminho, repletas de casas com muitas flores.

Casas fofas
Casas fofas
Cidadezinhas no caminho
Cidadezinhas no caminho

Estávamos ansiosos para chegarmos em La Fortuna, não só pelo lugar, mas também pelo hotel que reservamos.  Normalmente ficamos em hotéis simples e deixamos para gastar nos passeios e em mais viagens, mas dessa vez, quando estávamos procurando hotéis em La Fortuna, nos deparamos com o Nayara e nos apaixonamos. Como a diária custava mais de US$250, decidimos ter somente um dia de luxo, aproveitando-o ao máximo. E foi isso que fizemos!

Assim que chegamos no hotel, fomos recepcionados com coquetéis deliciosos de frutas e com funcionários muito simpáticos e confusos, olhando a gente com as  nossas mochilonas . Fato que eles não estavam acostumados a ver mochileiros no hotel, mas eles podiam ser mais discretos né…

Pegamos um carrinho de golfe até o nosso quarto e deu para conhecer bem a estrutura do hotel. Ao chegarmos no quarto, uma surpresa deliciosa ao vermos o bom gosto e a paz do bangalô. Gente, que luxo esse lugar! Dá uma olhada no quarto…

Vista pro vulcão (se não estivesse nublado)
Vista pro vulcão (se não estivesse nublado)
Duas camas =O
Duas camas =O
Banheiro
Banheiro
box
box

Trocamos de roupa e fomos curtir a piscina do hotel, apesar do sol não estar muito forte. Quando chegamos lá, só vimos casais e entendemos que era um típico hotel de lua de mel. Que fofo, né. ❤ Me senti em lua de mel também… Ficamos de bobeira na piscina, bebendo drinks e comendo quitutes deliciosos, apreciando a arara maravilhosa que dividia as cadeiras de sol com os hóspedes.  Depois da piscina, fomos curtir o ofurô e deu para relaxar bastante até anoitecer. Ô vida difícil viu…

Pool
Pool
É de verdade.
É de verdade.
Yummy
Yummy

Dia 2 – segunda (18/03/2013)

Acordamos cedo para aproveitar o café da manhã e o hotel. Que delícia de desayuno.… muitos bolos, pães, frutas, sucos…tudo do bom e do melhor, em um ambiente muito agradável, com a vista do vulcão que dá nome a cidade. (Arenal). Ficamos relaxando até a hora do check out…que tristeza sair de lá, viu…

Restaurante
Restaurante
Ele também comendo o café da manhã dele...
Ele também comendo o café da manhã dele…

Seguimos para o outro hotel que reservamos em La Fortuna, também muito agradável e muito mais em conta, o  Arenal Montechiari (http://www.hotelarenalmontechiari.com/). Fomos recebidos pela dona super simpática, que fica na recepção sempre.  Ela teve uma paciência enorme com a gente, explicando todos os passeios e atrações da região. Fez questão de montar um mini roteiro conosco e ligou para todas as empresas para agendar os passeios com descontos ótimos. Perfeito! =D Para completar, quando estávamos indo para o chalé, pedimos para ficar em um com vista para o vulcão e não é que ela conseguiu para nós? E o hotel nem estava tão vazio, porque alguns adolescentes americanos estavam em excursão. Deve ser o quintal deles né…

Em cima da recepção...
Em cima da recepção…

Enfim, olha que quarto e vista bacanas….

Chalé fofo
Chalé fofo
Super cama
Super cama
Vista do quarto
Vista do quarto
Banheiro
Banheiro

Deixamos nossas coisas no quarto e saímos para fazer a trilha do vulcão por nossa conta, já que os outros passeios estavam perfeitamente encaixados nos outros dias.  Para chegar até a base do vulcão foi muito fácil, porque tem placas por todos os lados. O bacana desse vulcão é que ele ainda está ativo e dá para ver a fumacinha saindo dele… Há 10 anos, era possível ver a lava descendo. Massa né ?

Vulcão Arenal
Vulcão Arenal

Chegamos na entrada do parque e fomos avisados que ele fecharia em menos de duas horas, tempo de ida e volta certinho. Ou seja, sem muita lerdeza da nossa parte… Começamos a trilha com todo o pique. Que paz, gente! Cruzamos com poucas pessoas na trilha, sendo que a maioria estava voltando, mas mesmo assim seguimos caminho. Chegamos na área onde a lava do vulcão chegou e ficamos impressionados com o caminho que a lava fez. A vista também é bem bacana…

Boas vindas!
Boas vindas!
Placa importante, hein...
Placa importante, hein…
Mais uma...
Mais uma… motivante hein…
Lavas endurecidas
Lavas endurecidas
De costas para o vulcão
De costas para o vulcão

Na trilha da volta, cruzamos com muitos animais….muitos mesmo. Pássaros, macacos, bichos preguiças, antas (?), pavão, lagartos, guaxinins…enfim, toda a natureza parecia estar ali, ao nosso redor. Fiquei até com medo uma hora, pensando em acidentes e sustos que podiam acontecer, mas valeu muito a pena!! Uma paz única e um contato com a natureza sem palavras. Valeu muito a pena. Saímos do parque bem na hora limite, para o nosso alívio.

bicho 1
bicho 1
bicho 2
bicho 2
No final da trilha...
No final da trilha…

Como estávamos esfomeados, paramos no restaurante indicado pela dona do hotel, antes de voltarmos para o hotel. O restaurante é o La Choza de Laurel (http://www.lachozadelaurel.com/en/) e é tudo de bom!!! RECOMENDO MUITÍSSIMO!!! A comida é excelente, o preço justíssimo, o atendimento eficiente  e o melhor, a sensação é que estamos comendo como locais, de tão caseira que é a comida. Voltamos para o hotel e dormimos tão bem…

Prato bom
Prato bom

Dia 3 – terça (19/03/2013)

Acordamos no horário combinado com a empresa de tirolesa (http://www.arenalmundoaventura.com/)  e lá fomos nós para uma aventura bem cedinho! Saímos com a van deles e quando chegamos na base da empresa, passamos por um treinamento rápido e ainda tivemos tempo para passear pelos jardins, com criações de animais como borboletas e sapos.  Assim que o resto da equipe chegou, subimos numa espécie de jardineira 4×4 e subimos até o limite. De lá, continuamos subindo a pé, para meu desespero e cansaço. Não parávamos de subir e eu para variar, era o gargalo do grupo, sendo a mais lerda.

Depois de alguns minutos seguindo, finalmente começamos a nos pendurar nas cordas e a curtir a velocidade da tirolesa. O legal dessa tirolesa é que são mais de 3km de cordas, em 10 trechos diferentes e elas chegam até a 980 metros de altura, ou seja, tem um visual animal! Para completar, eles colocaram um trecho que passa bem em cima da Fortuna Waterfall. Que vista linda! Depois dos cabos, paramos em uma tribo de índios Maleku, onde pudemos entender um pouco o estilo de vida deles e ver os artesanatos lindos que eles fazem. Tive que comprar para a nossa casa. =D Na volta, subimos em 2 cavalos e passeamos por 20 minutos até a base. Passeio muito agradável…

Jardineira...
Jardineira…
Índio
Índio

Nos deixaram no hotel e trocamos de roupas, pois ficaram imundas com tanta terra que voou na gente no percurso de tirolesa. Depois fomos para o hotel The Springs Resort & Spa (http://www.thespringscostarica.com/), que é conhecido por ter várias piscinas naturais com águas termais. Delícia, né ? Pois bem. A dona nos deu um bizu de lá… além das piscinas termais, eles têm algumas atividades para turistas que são bem bacanas, como caiaques infláveis ou boias para descer o rio, caminhada a cavalo, rapel,  etc. E o legal é que você paga um preço justíssimo para passar 2 dias, curtindo boa parte da infra estrutura do hotel, que é iradíssimo! Detalhe…é o mais caro da região. (as fotos do site já são excelentes)

Quando chegamos lá, ficamos chocados com a infra do lugar. Tudo perfeito, gente! Nos sentimos na riqueza total. Seguimos direto para a área perto do rio, porque tínhamos a atividade de descer o rio de caiaque. Antes desta atividade, tivemos direito a um almoço delicioso…

Restaurante perto do rio
Restaurante perto do rio
yummy 2
yummy 2

Pontualmente, nos chamaram para seguirmos com os outros interessados no passeio. Carregamos os nossos caiaques e lá fomos nós para o ônibus, que subiu, subiu, subiu e parou bem pertinho da margem do rio.  Botamos os nossos caiaques na água e lá fomos nós!!! Que passeio delicioso….o rio nem é muito bravo, mas a aventura de tirar o caiaque dos lugares tensos e não cair na água nas poucas quedas, foi suficiente para arrancar gargalhadas. Valeu muito a pena!

Acho que a descida do rio dura cerca de 1 hora e ainda temos direito a bis…Bom né? =)  Depois do bis, ficamos descansando até que nos chamaram para a segunda atividade do dia – descer o rio de boias !! Mesmo esquema…subimos com o ônibus, paramos perto da margem do rio e colocamos as nossas boias na água, Que alegria, gente!!!! Muito divertido também…não sei dizer qual o melhor…os dois valem muito a pena, porque a experiência é um pouco diferente.

Saímos da água depois do bis da boia e fomos fazer o passeio para ver os animais que lá estão, numa espécie de zoológico. Acho que são animais que sofreram maus tratos ou que faziam parte de zoos falidos, então o dono do hotel os comprou e preparou um ambiente só para eles. É bem legal, mas dá uma peninha de vê-los enjaulados…

Não é pintura não...
Não é pintura não…
Fofo
Fofo
Rápido (não na jaula né...)
Rápido (não na jaula né…)

Depois do tour da natureza, fomos finalmente curtir as piscinas termais, já no finalzinho da tarde. Perfeito né, já que estava começando a esfriar. Passamos por todas as piscinas e aproveitamos as temperaturas diferentes. Até fomos no tobogã que tem lá, para completar o uso da infra. Que delícia viu…valeu cada centavo. Principalmente na hora em que comemos e bebemos dentro de uma das piscinas quentinhas…

Saímos de lá com os dedos completamente enrugados e para fechar a noite com chave de ouro, paramos no mesmo restaurante do dia anterior e comemos de novo os pratos maravilhosos que já conhecíamos. =D

Dia 4 – quarta (20/03/2013)

Acordamos,  tomamos café da manhã olhando o vulcão e saímos para fazer a tão famosa trilha do Rio Celeste. Para chegar até o início da trilha, temos que sair da La Fortuna, pegar estrada e seguir por quase 1 hora até outra cidade. Nos perdemos algumas vezes. mas chegamos lá! Pagamos a taxa de entrada do parque e lá fomos nós para a trilha. Sabia que era uma trilha complexa, mas não imaginava que era tão cansativa…

Placa no meio da estrada...
Placa no meio da estrada…

Foram 5 horas totais, com muitas subidas e descidas, para o nosso cansaço. Vimos cobras, lagartos e alguns turistas loucos como nós. Quando finalmente chegamos à cachoeira principal, depois de quase 2 horas andando, ficamos encantados com o que vimos. Que água é essa…

uow!
uow!

Lugar lindo, lindo, lindo. Místico também, eu diria, para completar a magia do lugar. É um azul tão turquesa, que parece sonho..Só percebemos que é realidade quando nos lembramos que a água tem uma substância tóxica e que não é indicado o mergulho. Ficamos só apreciando o visual…

De cima
De cima

Seguimos a trilha, subindo, descendo, subindo, descendo, e passamos por outros lugares lindos também, sempre com a água turquesa. Até que chegamos no lugar onde a água comum do rio recebe a substância e a partir daí, passa a ser azul…muito legal este encontro.

Amiguinho
amiguinho
No caminho
No caminho
com sol batendo
com sol batendo
azul
azul
...
...
o encontro
normal
normal

Continuamos a trilha para chegarmos até o último ponto da trilha, que é um mirante com um visual….incrível!

No topo!
No topo!
Laguna Azul
Laguna Azul
ponte tensa
Ponte tensa

Depois de lá, começamos a voltar, com um cansaço, mas um cansaço….tudo doía. =(

Valeu a pena, porque a beleza realmente é incrível, mas recomendo que façam esta trilha já tendo um certo preparo físico, para curtir mais o caminho do que eu. (rs).

Saímos de lá, pegamos o carro e voltamos para La Fortuna. Estávamos mortos com farofa e apesar de termos direito a mais um dia das piscinas termais do hotel bambambam lá, decidimos só parar para comer e ir direto para o hotel depois, para dormir. Adivinha onde paramos para comer…rs..lá mesmo.

Voltamos para o hotel e desmaiamos. Êta dia longo…

Dia 5 – quinta (21/03/2013)

 Acordamos, tomamos café da manhã e fizemos check out com a querida dona do hotel. Agradecemos por tudo e inclusive pedimos dicas para chegar até Manoel Antonio, nosso próximo destino…Pegamos uns mapas e lá fomos nós!

**********************************************************************

Para saber mais sobre a nossa viagem de 30 dias pela América Central (Jamaica, Costa Rica e Panamá), clique nos links abaixo:

***********************************************************************

Quer ajudar o blog sem gastar nada por isso?:)

Nós ganhamos uma pequena comissão se você fizer reservas e compras pelos links abaixo:

Agradecemos de coração!❤