Search
Search
Close this search box.
Mochilões e Mochilinhas

1 dia em Guimarães, a cidade berço de Portugal

Índice

(Este dia de passeio foi dentro de uma viagem de 9 dias pelo Centro e Norte de Portugal. Para saber mais sobre esta viagem, leia o artigo 9 dias pelo Centro e Norte de Portugal)

Dia 6 – quinta-feira (25/08/2022) 

Tomamos café, fizemos checkout com calma e pegamos estrada rumo a Guimarães, que é considerada o berço da nação portuguesa. Em 1139, foi ali que Afonso Henriques proclamou-se o primeiro rei de Portugal e declarou que seria a primeira capital do país.  Depois de menos de 1 hora no carro, chegamos ao famoso Castelo de Guimarães, que foi construído para deter ataques dos mouros e normandos no século X, tendo sido ampliado depois de 2 séculos. Segundo a tradição, ali nasceu o primeiro rei português e a pia onde foi batizado está na Capela de São Miguel. 

Visitando as principais atrações

Estacionamos o carro bem ao lado do castelo e fomos comprar os ingressos no Paço dos Duques (5 euros para o Paço e 2 euros para o Castelo), que é um palácio que foi construído no século 15 por dom Afonso, o primeiro Duque de Bragança. Este monumento com estilo borgonhês ficou vazio depois que a família Bragança se mudou para Vila Viçosa e durante o regime salazarista, foi reformado e se tornou a residência oficial do presidente.  Há muitos tapetes persas, tapeçarias flamengas e quadros, além de um teto de castanheira na sala de banquete que imita o casco virado de uma caravela que foi uma homenagem às explorações marítimas.

Como Paddy estava cansado para subir no castelo e Ju tinha dormido no carrinho, fiquei descansando com eles dois enquanto o Celo e minha sogra foram subir nele. Fomos visitar a Capela e depois eles nos encontraram para entrarmos no Paço juntos. O prédio é enorme e tem  um pátio central impressionante,  e felizmente tem elevador para quem vai com carrinho de bebê. O teto que é um casco virado de uma caravela é bem bacana. Algumas fotos:

Pausa para o almoço

Saímos de lá e começamos a ligar para alguns restaurantes do TripAdvisor para tentar reservar mesa, mas todos estavam cheios ou já iam fechar. Começamos a andar em direção ao centro histórico e quando vimos a Praça de São Tiago repleta de restaurantes com mesas embaixo de ombrelones, ficamos animados. Achamos um restaurante que ainda estava aceitando gente, o A Medieval, e sentamos para almoçar aliviados. Comidinhas gostosas, atendimento muito bom, ambiente melhor ainda. Muito bom almoçar em uma praça e ver a vida passar, né? rs

Mais passeios

Depois saímos de lá e fomos na Igreja Nossa Senhora de Oliveira, que fica nesta mesma praça, e seguimos andando pelas ruelas fofas até vermos o muro onde está escrito AQUI NASCEU PORTUGAL. Celo depois pegou um taxi até o estacionamento e com o carro, voltou para nos buscar para não precisarmos andar tudo de novo.

Indo para o Douro

Seguimos viagem até a nossa próxima hospedagem, a Quinta de Abôl de Baixo, na região do Douro, que ficava a cerca de 1 horas de Guimarães. Fizemos checkin com o dono da quinta, um senhor muito simpático e tagarela, deixamos as nossas coisas no quarto e nos arrumamos para o jantar que já tínhamos reservado no restaurante Ponte de Pedra. Achei o ambiente barulhento demais e a comida demorou muito, mas estava gostosa pelo menos. Voltamos exaustos para a quinta e dormimos feito pedras.

Todos os posts desta viagem

Se quiser saber mais sobre este viagem de 9 dias pelo Centro e Norte de Portugal, veja os posts abaixo:

Índice

Parceiros
Recentes
Newsletter
Instagram
Facebook
Planeje sua viagem
Booking.com

Planeje sua viagem com nossos parceiros!

Ao usar os links abaixo para organizar sua viagem, você ajudará este blog a continuar existindo, já que os nossos parceiros nos repassarão uma pequena comissão. Você não pagará nada mais por isso e nós ficaremos muito felizes! :)

Conteúdo Relacionado

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter